A ESTRATÉGIA DO CRUZEIRO PARA SAIR DA CRISE

A ESTRATÉGIA DO CRUZEIRO PARA SAIR DA CRISE

www.radiopousoalegre.com.br

O empresário Régis Campos, um dos apoiadores e também patrocinadores do Cruzeiro por meio da construtora Emccamp, comentou sobre os futuros do clube com a introdução da SAF, a Sociedade Anônima do Futebol. Régis vem executando um papel importante na avaliação do valor de mercado da Raposa. Ele foi um dos responsáveis por intermediar o trabalho da XP Investimentos. A intenção é que este parceiro ou empresa tenha total controle sobre o futebol do Cruzeiro investindo R$ 300 milhões. O valor seria o inicial prospectado.

“Eu acredito que teremos os recursos. A gestão será todo deste investidor, a gestão do futebol. O Cruzeiro fica com 51%, enquanto os outros 49% são do investidor. A XP está avaliando algumas situações, colocando um valor de R$ 300 milhões, o que foi mostrado na avaliação. A SAF não é dona de nada, toda estrutura é do Cruzeiro antigo. A SAF, por exemplo, vai pagar um aluguel para usar a Toca I e Toca II e vai receber tantos jogadores profissionais e jovens da base. Isso aí está bem encaminhado, se tudo ocorrer bem, teremos isso já para 2022”, vislumbra Régis.

O empresário seguiu detalhando os objetivos da transformação do futebol do Cruzeiro em uma Sociedade Anônima. “Vinte por cento de toda a receita gerada pelo futebol vai para o pagamento do Cruzeiro ‘velho’ (no caso, a administração dos 51% que pertencem ao Cruzeiro, como propriedades e clubes sociais). O Cruzeiro ‘velho’ vai pegar este dinheiro e pagar a dívida que possui. Lógico que esta dívida não é quitada de uma vez e esses R$ 300 milhões que estamos projetando vão para a gestão do futebol, para investir no futebol. O elenco, como o Luxemburgo disse na entrevista, vai ser montado. Ele está pensando como se não houvesse a SAF e tem muita lógica nisso. Estão planejando o Cruzeiro para o ano que vem sem contar ainda com uma SAF por que vamos supor que aconteça uma zebra?”, indagou o empresário, que é conselheiro do Cruzeiro e também já atuou em áreas diretivas, como a vice-presidência celeste.

Cruzeiro: futebol sem Sérgio Rodrigues e R$ 300 milhões, empresário detalha SAF | SUPERFC (otempo.com.br)